casa rural alentejana

casa rural alentejana
casa rural alentejana de Beatriz Lamas Oliveira

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Famílias no Jardim de Infância III

Como já vai sendo hábito, a porta da nossa sala abre-se a todos os que querem partilhar connosco os seus saberes e afetos.
MÚSICA
A mãe do António veio tocar acordeão, e nesse dia houve muita música. 
De repente, apareceram mais dois acordeonistas que acompanharam a preceito.
Vimos como se escreve a música e como são os cadernos e os livros.
A mãe do António explicou como se toca e deixou os meninos experimentarem os sons: do lado esquerdo e do lado direito do acordeão.
Cantámos muitas canções, dançámos, e até telefonámos ao Guarda Massano para ele ouvir a canção da cadeirinha. 
No final, ainda houve tempo da "banda" de guitarras, acompanhar o acordeão.
Um cheirinho, para vocês...

HISTÓRIA E MAGIA
A mãe do Afonso veio contar uma história e trouxe adereços e pózinhos mágicos para todos. 
Alakazan! Alakazim!
Era a história do "Òscar, o feiticeiro" e por isso nos transformámos em feiticeiros e feiticeiras, ouvintes irrequietos desta história de encantar.
Feiticeiros por um dia, no reino do faz de conta.

Obrigada a todos!

Jardim de Infância da Afeiteira

3 comentários:

  1. um passarinho que comeu das sementes11 de junho de 2014 às 13:57

    Olá :))

    Pronto, já vi que as mães dos meninos são como eles: bonitas, simpáticas, amigas de ajudar. E têm umas habilidades escondidas...sim senhor. Parabéns ao António e ao Afonso. António, olha que a tua mãe toca muito bem acordeon; eu até fiquei envergonhada quando ela estava a tocar e deixei logo de chilrear, a música dela, se calhar, é mais bonita que a minha; eu gostava de viver na tua casa, deve ser uma alegria, tens uma mãe mesmo, mesmo, simpática. Não te esqueças de lhe dar parabéns, sim? Bom, e os acordeonistas pequenos ali ao lado? São uns docinhos de côco. beijinho para eles.

    Ainda bem que me apeteceu poisar na árvore da vossa escola. agora poiso em todas, até na que o presidente plantou, já tenho confiança, sou vossa amiga...e olhem, também andei a espiolhar a horta, calculem vocês bem.

    Afonso, não me esqueci da tua mãe. Ai não, não, que eu gosto muito de histórias e estive a ouvir uns bocadinhos enquanto os meus bebés dormiam a sesta. Para já, ela é liiiindaaaa eu nunca vi uma feiticeira tão bonita. E foi uma querida, trouxe os chapéus e os pozinhos mágicos para todos. Ai, se calhar tenho que me ir embora...e se um de vocês me transforma num lagarto?! depois os meus filhos não me conhecem e fogem de mim com medo. Ui!...vou-me já embora.
    Não me faziam essa maldade, pois não? São meus amiguinhos.

    bicadinhas de amizade para todos. Cuidado com o sol, ham?!

    Tomem lá uma canção em francês para a vossa professora explicar

    https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=xM0UyNqrS0o

    Alouette gentille alouette

    ResponderEliminar
  2. Olá passarinho! Gostámos tanto do que escreveste. A nossa educadora leu na hora da história e estivemos todos muito atentos. A Carolina até disse que tinha quase vontade de chorar. Mas era chorar de alegria, não te preocupes. Beijinhos para ti. Tens sempre água e comida na nossa árvore, para ti e os teus amigos.

    ResponderEliminar
  3. Boas Passarinho que comeu das sementes,
    Obrigada pelo cumprimento. Pudesse eu pousar sobre a árvore e fazer-lhe companhia junto dos seus filhotes, estaria assim a ver o meu Afonso de lugar e companhia tão distinguidos.
    Até breve
    Clara Leite

    ResponderEliminar