casa rural alentejana

casa rural alentejana
casa rural alentejana de Beatriz Lamas Oliveira

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Festejar as mães e o seu dia

Hoje foi o dia combinado. 
As mães apareceram sem saber o que as esperava, apenas sabiam que se iriam divertir porque estavam com os seus filhos. 
Os filhos, ansiosos pela chegada das mães e o peso da surpresa tão bem guardada. 
Quando se encontraram, os olhos brilharam, os braços tomaram vida e correram para se abraçarem. Foi uma tarde de alegria, carinho, abracinhos e beijinhos (como costumam dizer). 
Aqui ficam algumas fotos desses momentos mágicos, vividos hoje no nosso jardim de infância.
Os retratos que fizemos das mães e a letra da canção que lhes queremos cantar.


Primeiro fizemos o lencinho da petica todos juntos

O lencinho da petica especial (mães e filhos de mão dada)

Depois formámos equipas, e cada equipa foi para a sua atividade. Passado um bocado, trocámos para todos conseguirem fazer de tudo.
Tina da água
Os tão adorados legos
Dobragens, que vão servir para enfeitar a nossa festa de final de ano

Todos ao colo maravilhoso das nossas mães, para lhes cantarmos a canção muito pertinho delas.

As prendas que lhes vamos oferecer, já embrulhadas e com o cartão
Os colares que fizemos para as nossas mães

Parece que as mães gostaram, ou como as crianças dizem muitas vezes... não gostaram, ADORARAM!

Como não podia deixar de ser, no final um lanche para todos. Até fizemos um bolo!

Um cheirinho da canção
video

Muito obrigado a todas as MÃES! 

Jardim de Infância da Afeiteira

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Voltámos à Gulbenkian

A nossa "visita de estudo", incidiu no movimento e na expressão corporal enquanto ferramentas para a interpretação das obras de arte.

A reunião inicial 

Primeira obra que observámos: 
Sonia Delaunay (cantores flamenco)
Observar e falar sobre a obra
Explorar com movimentos do corpo

Segunda obra:
Lourdes Castro (sombra projetada de Christa Maar)
Falámos sobre sombra, contorno, perfil... e...
os gestos no nosso corpo.

Terceira obra:
António Sena ((BL - HY)
Mais uma história descoberta e vivenciada

Quarta e última obra:
Julião Sarmento (An Involved Story)
A coreografia final

Almoço

Momentos de brincadeira

O regresso

Jardim de Infância da Afeiteira

domingo, 2 de abril de 2017

Aprender a fazer pasta de dentes

A mãe da Maria Leonor lançou a proposta e nós aceitámos com agrado. Vamos aprender a fazer pasta de dentes! E foram tantas as coisas que aprendemos: utensílios novos (espátulas, pipetas, tubos de ensaio, almofariz...); ingredientes (bicarbonato de sódio, glicerina liquida ...); medir, mexer, misturar, desenroscar...
Como se faz
No copo de medição junta 2 colheres de sal fino de cozinha e 10 gramas de bicarbonato de sódio.

Adiciona 2 colheres de glicerina e a mesma quantidade de água.  Mistura até obteres uma pasta consistente.

Para dar sabor à tua pasta de dentes, esmaga no almofariz as folhas de hortelã. 

Com a ajuda da espátula de madeira, coloca a tua pasta de dentes dentro do tubo de ensaio.
Obrigado Patrícia
Cada criança levou para casa a sua pasta de dentes.

Observação: No outro dia, todos disseram que a pasta era um bocadinho amarga (talvez porque nos habituámos a pastas tão disfarçadas com sabores e aromas que as marcas oferecem às crianças).

Jardim de Infância da Afeiteira

domingo, 26 de março de 2017

A nossa horta I

A nossa horta começou com a preparação da terra pela autarquia (limpar de ervas, lavrar para ficar mais fofa e dividir em canteiros).
Este ano já temos composto e por isso, antes de semearmos ou plantarmos misturamos o composto que retirámos do nosso compostor, com a terra. 
Este composto deve ter muitas vitaminas... pusemos tantas cascas de maçã, pêra, cenoura, batata... e outros legumes... Tem folhas das nossas árvores...
O Sr. COMPOSTOR

Tirámos o composto com as pás e ancinhos da horta. Tivemos de separar algumas folhas que estavam ainda um bocadinho grandes.


Espalhámos na terra ...
e misturámos muito bem.
Depois semeámos nabiça (a primeira sementeira da horta), feita por nós.
No final regámos...

Um dia o avô da Clara veio plantar alfaces e brócolos. A Clara ficou a ajudar o avô e no outro dia explicou como fizeram.

Para sabermos o que estava plantado e semeado, fizemos a identificação de cada canteiro.

Havia uns feijões guardados do ano passado e decidimos semeá-los para ver o que acontece e se tínhamos aprendido os ensinamentos dos avós.
Preparar a terra
Semear...
E semear... até não haver mais feijões.

Jardim de Infância da Afeiteira