casa rural alentejana

casa rural alentejana
casa rural alentejana de Beatriz Lamas Oliveira

quarta-feira, 2 de julho de 2014

O Palhinhas

Vamos contar como tudo aconteceu.
Um dia, a nossa educadora contou que tinham nascido dois cabritinhos  num jardim de infância que ela conhecia. Ficámos tão entusiasmados que decidimos escrever uma carta àqueles meninos a perguntar se podíamos cuidar de um deles. (Aprendemos como se escrevem as cartas lá por dentro, o que se escreve no envelope, e lembrámos para que serve o selo, que é como se fosse o bilhete da carta). 
Passado algum tempo, chegou a resposta na caixa do correio. Os nossos amigos responderam às nossas perguntas, mandaram fotografias e fizeram desenhos. Mas o mais importante, é que nos vão oferecer um cabritinho. Chama-se palhinhas e ainda se alimenta do leite da mãe. Só pode vir para cá quando for mais crescido.
O tempo foi passando, o cabritinho foi crescendo e como alguns meninos vão para o 1º ciclo e gostavam de o conhecer, combinámos a data para o trazer, apesar de ainda não termos todas as condições necessárias. 
Ficou em casa da nossa educadora e veio ao jardim de infância fazer só duas visitas. 
No primeiro dia, ele estava um bocadinho nervoso e tremia muito. Mas no segundo dia, já nos conhecia melhor e ficava muito contente com os meninos ao pé dele. 
Demos-lhe couves da nossa horta...
morangos...
E fizemos-lhe muitas, muitas, muitas... festinhas.
Na parte da tarde desenhámos o palhinhas e fomos mostrar-lhe. Ele olhou para todos os desenhos, e parece que gostou desta surpresa.
Agora, como vamos entrar de férias, vai ficar com a "joana rita" e os cuidados extremosos do avô da Margarida.

Jardim de Infância da Afeiteira

1 comentário:

  1. Um Passarinho que comeu das sementes3 de julho de 2014 às 16:19

    Uauuuuu!....vocês têm um cabritinho no jardim.... O Palhinhas é lindoooooo. Ainda bem que puseram aqui as fotos dele, eu fiquei encantada e fui logo contar as novidades aos meus filhotes passarinhos que também já cresceram um bocadinho e andam ali a aprender a voar. Mas ainda voam baixinho porque têm pouca força nas asitas. Quando eles voam ficam tão contentes como o o Palhinhas a comer as folhas de couve.

    E hoje estou alegre porque vocês são uns meninos muito meus amigos e vou abrir as minhas asas e abraçar todos dentro delas com a força do meu pensamento de passarinho.

    Devem estar a entrar de férias e eu só estou à espera que os meus filhos voem alto e saibam ler no livro dos pássaros - é, é, nós temos um livro de leitura só para passarinhos; está escrito no céu em tecido de nuvem e ensina tudo o que os passarinhos precisam saber para viverem felizes.
    E quando eles aprenderem tudo saem do ninho e eu vou aproveitar para ir visitar a minha família que vive no norte de África e passo lá as férias. Vou voar para muito longe, mas não vos esqueço, tá bem?

    E quando o Verão chegar ao fim hei-de vir procurar a minha árvore e comer mais sementinhas que vocês deixam. Pode ser?

    E muito obrigada pela prendinha que me deram, acreditam que nunca nenhum menino me tinha dado prendas? Pois é verdadinha. Vocês são uns docinhos, se eu pudesse dava uma bicadinha na bochecha de cada um...ai dava, dava. OH! Quem me dera poder....

    Bicadinhas de muita amizade para todos e BOAS FÉRIAS!!!

    GOSTO MUITO DE VOCÊS

    ResponderEliminar