casa rural alentejana

casa rural alentejana
casa rural alentejana de Beatriz Lamas Oliveira

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Famílias no Jardim de Infância II

Hoje vamos falar de um dos objetivos pedagógicos enunciados na Lei-Quadro da Educação Pré-Escolar: "Incentivar a participação das  famílias no processo educativo e estabelecer relações de efetiva colaboração com a comunidade".
Não só para dar cumprimento a este objetivo em particular, mas porque acreditamos que somos uma comunidade de aprendizes, e que aprendemos em articulação e nas interações com os outros, que estas atividades vão surgindo.
Por vezes pedimos aos pais, aos vizinhos e outras instituições, colaboração para a realização dos nossos projetos, fazemos convites para virem falar de algum assunto importante para nós no momento, ou deixamos espaço para partilharem connosco os seus saberes. 

A Margarida estava muito entusiasmada com a caixa de magia e os truques que o André, seu irmão, andava a treinar. Fizemos o convite e apesar da agenda preenchida, o André veio ao Jardim de Infância mostrar tudo o que sabia.
O Guilherme não conseguiu descobrir o truque
Foi mesmo magia.

A avó da Mariana veio ensinar-nos como se tratam as azeitonas para as podermos comer.

Da horta, muitas pessoas nos têm ensinado coisas, também já fizemos pesquisas, e o avô da Inês tem ajudado com o seu trabalho e experiência.

O avô da Benedita a pedido da neta, veio oferecer e ensinar como se plantam morangos.

Um dia a Mariana contou que tinha uma cabrinha bebé e perguntou se a podia trazer. Claro que sim! Gostamos muito de animais e é sempre uma boa oportunidade para aprender coisas novas. Até vimos que ela ainda tinha o cordão umbilical agarrado à barriga.  
Ao principio teve um bocadinho de medo
Mas depois ficou quietinha quando a Mariana lhe fez festinhas
Todos os meninos queriam fazer festinhas

A mãe do António sabe que gostamos de reaproveitar materiais e veio ensinar a fazer árvores de natal com folhas de revista. Foi um trabalho importante de concentração e desenvolvimento da motricidade fina.
No final, todos tinham uma árvore

Ainda na época do natal e porque o avô da Margarida nos tinha oferecido uma estrutura para o exterior (árvore de natal),feita por ele; pedimos ajuda para a enfeitarmos com as latas já recolhidas.
Mesmo com frio e muito vento, a avó do Diogo e
a mãe do António, conseguiram fazer os furos e enfiar o fio
Depois foi tentar uma, e outra vez, até conseguirem atar todas as latas
CONSEGUIRAM! OBRIGADA!

A avó Téta veio contar uma história. Desde o ano passado que estava combinado e depois não foi possível concretizar-se. Por isso, este ano a Maria também veio ouvir a história e trouxe o Miguel consigo. A avó Téta contou a história da "Velha da Cabaça" a estes netos que ouviram com atenção e entusiasmo até ao final. Quem dizia que não tinha jeito para contar histórias? As crianças são os melhores ouvintes, quando as histórias vêem do coração. Obrigada (a surpresa doce foi uma delicia).
O principio da história
Que estará a acontecer?
Perlimpimpim a história chegou ao fim
Contamos convosco para mais aprendizagens (de parte a parte).

Jardim de Infância da Afeiteira

3 comentários:

  1. Muito bonito os nossos meninos e as nossas meninas, foi um prazer enorme colaborar com o Jardim de Infância. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cláudia. Estamos sempre abertos à participação dos pais. Tudo se torna mais fácil quando há um ambiente de confiança entre todos. Já sabe que vamos precisar dos seus conhecimentos musicais, por isso... prepare-se. Beijinhos

      Eliminar
    2. Olá Cláudia. Estamos sempre abertos à participação dos pais. Tudo se torna mais fácil quando há um ambiente de confiança entre todos. Já sabe que vamos precisar dos seus conhecimentos musicais, por isso... prepare-se. Beijinhos

      Eliminar